António Figueiredo, antigo dirigente do Benfica, comentou esta quinta-feira, em declarações ao jornal O Jogo, a eliminação do Benfica e lembrou que a equipa deverá concentrar-se agora em tentar conquistar o título, algo que o Sporting tem feito desde o início da temporada, concentrar-se no título, algo que justificará o que Figueiredo apelidou de “campanha miserável” na Europa.

“Vamos fazer o que o nosso rival tem feito desde o início da época, pois o campeonato sempre foi a prioridade. É verdade que o título é sempre prioridade para qualquer um dos grandes, mas para alguns foi exclusiva. No Benfica nunca foi esse o caso. O Sporting admitiu desde cedo, pelo presidente e pelo treinador, que o único objetivo era o campeonato. Ao contrário do Benfica, que dignificou mais uma vez o nome do país, o Sporting fez uma campanha europeia miserável. Foram perder 3-0 com um clube [Skenderbeu], que nunca tinha ganho um jogo na fase de grupos. E deu três ao Sporting. Isto diz tudo sobre o ano do Benfica e o ano do Sporting”, começou por referir, falando depois da Taça da Liga e as pretensões dos ‘encarnados’ nesta competição.

“A Taça é irrelevante. A equipa deve ter mais disponibilidade para a I Liga, o que não quer dizer que a ganha. Há cinco jogos, 15 pontos em disputa, e não há jogos fáceis. Se fossem fáceis, o Sporting estaria em primeiro lugar destacado, pois, à exceção da derrota com o Benfica, só perderam pontos nesses jogos ditos fáceis. Todos os jogos têm de ser disputados da mesma forma, com vontade e união. Se assim for, estou certo que não andaremos longe de ganhar estas cinco finais”, concluiu.


Gol talisca Bayern por 1904s_slb