Rui Vitória foi, esta segunda-feira, apresentado oficialmente no Museu Cosme Damião como novo treinador do Benfica. O antigo treinador do Vitória de Guimarães foi o escolhido por Luís Filipe Vieira para suceder a Jorge Jesus no comando técnico da equipa “encarnada”.

Antes da apresentação oficial à comunicação social, o técnico ribatejano de 45 anos deu uma entrevista exclusiva à BTV onde falou, pela primeira vez, como treinador do SL Benfica. “É um prazer começar esta nova etapa, este novo caminho. É um lugar que me agrada muito mas a ambição está sempre presente. Não quero que vejam que estamos estáveis, confortáveis e que já chegámos ao topo. Ainda há muita coisa para conquistar. É um ponto de partida e não de chegada”, começou por dizer em declarações ao canal oficial do Clube, revelando ambição.

Saiu da Luz em 2006, como treinador dos Juniores, com o desejo de um dia voltar à casa que o acolheu durante duas temporadas. “Nunca fui muito de pensamentos a longo prazo. Mas quis formar me enquanto treinador, mas sempre sonhei trabalhar a níveis mais elevados. Este era um passo que tinha que ser dado. Estou perfeitamente ciente da grandeza do Benfica”, confessou.

O técnico ribatejano deixa a promessa: “Podem esperar uma enorme dedicação e entrega. Vou dar a vida por este Clube. Quando se representa um emblema desta dimensão, é o que eu digo aos meus jogadores, temos que dar a vida por este Clube.”

“Estou num Clube de dimensão mundial e satisfeitíssimo por ser treinador do Benfica mas quero mais do que apenas representar este Clube”, referiu.

Contactado pelo presidente Luís Filipe Vieira, o técnico revela que o acordo foi “feito de uma forma tranquila, sem qualquer tipo de pressão”. “Sempre tive uma relação de cordialidade e respeito mútuo com o presidente [Luís Filipe Vieira]. Houve uma ligação muito rápida e as coisas funcionaram muito bem”, acrescentou.

A apresentação oficial de Rui Vitória simboliza o pontapé de saída para uma nova temporada em que se aponta para o Tricampeonato, um feito que foi celebrado pela última vez em 1977. “Sou treinador do Benfica, com muito prazer. Luís Filipe Vieira pediu tudo aquilo que também os Benfiquistas desejam. Vamos continuar no caminho das vitórias, sabendo que há também uma nova visão: ganhar, criar um novo paradigma que tem a ver com a Formação e fazer uma ligação desde a sua equipa principal até aos escalões de Formação”, esclareceu.

“Vai ser um campeonato muito exigente mas nos vamos querer dar continuidade a isto. O Benfica ganhou uma chama enorme e há uma preocupação muito grande para que todos estejamos unidos e mais motivados para ganharmos o Campeonato. Vamos fazer tudo e temos todas as condições para podermos alcançar os objetivos no final da época. O meu conceito de equipa vai muito para além de jogadores e equipa técnica”, disse, assumindo que tem sentido o enorme apoio dos adeptos.

Benfiquista assumido, Rui Vitória acredita que “o Benfica contrata a competência e profissionalismo primeiro” e garante que não vem para o Benfica “por ser Benfiquista mas sim porque viram em mim competência e profissionalismo”.


Apresentação de Rui Vitória como treinador do… por 1904s_slb