Chama se Manuel Lampreia Manuel, benfiquista, tem 51 anos e é empregado num hotel em Vilamoura, atrai a atenção dos veraneantes, com os malabarismos que faz com a bola. Um homem cheio de habilidades para os toques na bola. Com os pés costuma dar cerca de 10 mil toques, e com a cabeça tem como recorde 21 mil. Benfiquista, diz que no atual plantel às ordens de Jorge Jesus, só distingue Luisão com capacidade para lhe dar luta, a dar toques de cabeça, devido ao formato da sua cabeça, também já desafiou Cristiano Ronaldo para, lado a lado, darem 20 mil toques. “Salário por salário”, frisou o algarvio.

Explica como tudo começou:
«Há mais de 10 anos, no verão e ao cair da tarde, fiquei com o nadador-salvador da Praia do Guilherme (Quarteira), e estava um dia propício para dar toques, sem sol nem vento. Comecei a brincar e assim que coloquei a bola no ar… fui até Vale do Lobo!». A distancia percorrida foi cerca de 2kms: «Nunca tinha feito aquele trabalho, e as pessoas que estavam na praia estavam curiosas, e pediam-me para mexer na bola, para ver se era falsa, porque não acreditavam no que acabaram de ver». «Um professor de Loulé, que se chama Paulo, viu e pesquisou na internet sobre esta arte, e depois telefonou-me a dizer que não tinha encontrado nada parecido. Falei com o Amílcar, que foi meu treinador no Quarteirense, e ele disse-me que não lhe estava a dar nenhuma novidade, porque quando eu tinha 14 anos dava 3000 toques com os pés, nos treinos», «Isto é daquelas coisas que não se aprende, nasce connosco. Sempre tive aquela precisão com os pés. Ainda na semana passada, na praia e na brincadeira, dei 3000 com os pés e 500 com a cabeça».

Manuel lampreia, sábado vai ter um novo desafio, percorrer mais de 12kms pelas ruas de Quarteira a dar toques com a cabeça, vão ser mais de duas horas seguidas com a bola no ar: «Quero fazer com uma oficial, é mais pesada e controla-se melhor em dias de vento. Mas é mais difícil, cansa mais do que uma bola de vólei. O objetivo é não cansar os músculos (do pescoço), que têm que estar bem, porque senão torna-se complicado».

Manuel Lampreia já actuo no intervalo de alguns jogos do Olhanense e do Portimonense, mas a maior glória que teve quando subiu ao relvado do Estádio da Luz, aconteceu no dia 28 de Março 2006, antes do Benfica-Barcelona, para a Liga do Campeões, onde deu 12 640 toques, com a cabeça. «Até a águia treme quando me vir», referiu à reportagem da RTP, antes de começar. Mas não foi só a águia que tremeu, porque vários jogadores do Barça ficaram de boca aberta a apreciar as habilidades de Lampreia.
«Adorei ir ao Estádio da Luz porque sou “vermelho”, e porque estava num ambiente de pessoas que gostam de futebol. Correu bem, foi excelente. Entrei numa baliza com a bola e a claque do barça atrás a bater palmas. Gostaria de lá voltar. Para mim, aquilo é um mundo!»,

VEJA O VIDEO: