Bruno-de-Carvalho (1)

Polícia confirma incidente na Madeira. Sporting nega que o presidente tenha sido expulso

Bruno de Carvalho, presidente do Sporting, foi expulso por seguranças da discoteca Vespas, no Funchal, na madrugada de sábado para domingo, pelas 5.00, depois de ter, alegadamente, estado envolvido numa altercação no interior do estabelecimento.

Segundo apurou o DN junto de fonte policial, Bruno de Carvalho e cerca de dez pessoas que estavam com ele acabaram expulsos da discoteca pelos seguranças por estarem a criar mau ambiente.

Não chegou a haver agressões mas as discussões já estavam propícias a isso. Já na rua, o grupo de Bruno de Carvalho começou a pressionar os seguranças para voltar a entrar na discoteca.

Foi então chamada a PSP ao local. Como o presidente do Sporting e os amigos não queriam problemas com a polícia, foram-se embora. Os agentes não chegaram a deter ninguém do grupo.

Fonte do Sporting contactada pelo DN negou esta versão, confirmando que de facto um grupo de pessoas atirou uma bocas ao presidente leonino e a alguns membros da direção, mas que este problema ocorreu quando Bruno de Carvalho já estava a sair da discoteca. A mesma fonte nega que o presidente do Sporting tenha sido expulso e respondido aos apupos, tendo-se dirigido imediatamente para o hotel onde estava instalado.