«Tinha estado num torneio de futebol e estava muito excitado porque fiz grandes jogos e marquei dois golos… Quando vi entrar o Renato Sanches, que é o meu ídolo, ainda por cima a usar o mesmo número que eu, o 24, não sei o que me deu… Deu-me alguma coisa, saltei lá para dentro e pronto…abracei-o. Não pensei nas consequências»

«Perguntei-lhe se me podia dar alguma recordação como as chuteiras ou a camisola e ele disse que sim, que me daria no final, no túnel, disse-me para esperar lá. Mas não chegou a dar-me nada porque entretanto os seguranças e os polícias levaram-me para a garagem e para a saída. Segundo me contaram, o Renato perguntou por mim e disse que na terça-feira me daria»

Diogo Caleiro(Lateral-direito nos iniciados da Escola Geração Benfica da Golegã), de 13 anos, invadiu o relvado do Estádio Municipal de Leiria na passada sexta-feira, aos 85 minutos de jogo do Portugal – Bulgária, para abraçar Renato Sanches.


Renato Sanches 2015-2016 SL Benfica por 1904s_slb