A auferir cerca de 2,3 milhões de euros (livres de impostos) no seu atual contrato com o Fulham, Kostas Mitroglou já deu conta que aceita diminuir o seu ordenado para permanecer no Benfica. Por conhecer a realidade económica ‘encarnada’, o grego colocou a fasquia do seu ordenado nos 1,8 milhões de euros, um valor que está ao nível do que a SAD do Benfica pode oferecer.

Na verdade, Mitroglou desde cedo que fez saber da sua intenção. O avançado sabia que, para ficar na Luz tinha de diminuir o seu salário, algo que nunca o deixou incomodado.

A ficar a auferir cerca de 1,8 milhões de euros, Mitroglou ficará ainda com alguma margem para o teto salarial do clube, onde por exemplo estão Gaitán e Luisão, com ordenados na ordem dos 2 milhões de euros.

O seu rendimento tem convencido os responsáveis ‘encarnados’, que acabaram por entender que Mitroglou seria um jogador por quem valeria o esforço. A SAD deve então agora proceder, brevemente, junto do Fulham. No contrato, segundo escreve o jornal Record, o Benfica tem de pagar os tais sete milhões de euros, para ativar a opção de compra do grego, entre os dias 1 e 31 de maio.

Mitroglou marca primeiro golo do Benfica.

Mitroglou marca primeiro golo do Benfica.