Em entrevista que pode ler esta quinta-feira em A BOLA, o guarda-redes esloveno Jan Oblak fala sobre o recente reencontro com o Benfica na Liga dos Campeões, jogo no qual ficou claro que os adeptos encarnados não lhe perdoam a forma como deixou a Luz.

«Foi um sentimento estranho quando entrei no relvado e me assobiaram mas ao mesmo tempo a minha reação foi sorrir porque até achei engraçado. Não tenho medo de assobios e não me afetam», referiu o guarda-redes esloveno, projetando também a forma como será recebido no jogo a realizar no Estádio da Luz:

«Qualquer jogador gosta de ser bem recebido no antigo clube, no antigo estádio, mas é uma decisão dos adeptos e não a minha vontade. Se querem assobiar-me não é um problema para mim e certamente que a minha reação será novamente sorrir. Quando entrar no Estádio da Luz vou lembrar-me, isso sim, do meu passado no Benfica, do que fiz e ganhei pelo clube. O tempo que passei no Benfica foi de corpo e alma e sei que nada fiz de errado para me assobiarem. Se um dia escrever um livro as pessoas vão saber toda a minha história no Benfica.»