O presidente benfiquista já estará à procura de um sucessor para o caso de Rui Vitória não vencer o Rio Ave.

O Benfica-Rio Ave da 14ª jornada da I Liga será determinante para a continuidade de Rui Vitória no comando técnico do Benfica. O técnico leva já sete pontos de atraso do líder Sporting e, em caso de empate ou derrota, pode mesmo abandonar a Luz.

ng4607950 (1)

O Diário de Notícias revela que Luís Filipe Vieira já terá confidenciado, em conversas pessoais, que a confiança que tinha em Rui Vitória já não é a mesma, isto apesar de estarem cumpridos dois dos principais objetivos: a qualificação para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões e o lançamento de jovens na equipa principal.

A irregularidade da equipa, o atraso na I Liga, o afastamento da Taça de Portugal e o discurso (interno e externo) de Rui Vitória acabaram com a paciência dos adeptos e já nem Luís Filipe Vieira acredita que será possível dar a volta à situação, pelo que já está em busca de um sucessor.

Na linha da frente surge um sonho quase impossível: José Mourinho. O técnico está desempregado depois de ter sido demitido do Chelsea, mas o elevado ordenado que aufere, aliado ao interesse de vários ‘tubarões’ europeus, dificultam a concretização do negócio.

Surgem, assim, três candidatos mais acessíveis: Paulo Bento (sem clube), Paulo Fonseca (Sporting de Braga) e José Peseiro (Al-Ahly). Embora estes sejam os nomes que mais agradam à SAD benfiquista, não está posta de parte a possibilidade de contratar um técnico estrangeiro.